Quinta-feira, 30 de Novembro de 2006

Espelho de água...

Acompanho um pequeno riacho, onde existe um rio dentro do rio, que me mostra o caminho a seguir, onde a alma das águas corre forte e endiabrada ao meu lado…

Quando a alma das águas se acalma, encontro um dos lugares mais bonitos da terra, um lugar amplo, largo, generoso...

 

um espelho de água nítido, afável, repousante…
palco de um concerto iluminado por efeitos de luz ,onde se reflectem em toda a sua amplitude, privilégios deslumbrantes e inesquecíveis da natureza para desfrutar com tranquilidade…
impressão visual que provoca os sentidos, sob um sol de uma manhã outonal…
reflexo do cenário circundante, da paisagem atrás declarada, jardim natural, susceptível de sintetizar ou expandir a imagem plástica
de um qualquer pintor ou poeta…

 

Percorro novamente com o olhar o rio que me trouxe até aqui e sento-me à beira, numa clareira, que mais parece uma folha de alface orvalhada, pela madrugada,
a contemplar aquele espelho de água…

sinto-me: quase de fim de semana...
publicado por diabinho às 12:45
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De Cris a 30 de Novembro de 2006 às 15:06
Esse espelho d'agua deverá ser lindo, um local onde te refugias quando, por cá na terra, o céu está feio e o rio tem lama! Todos deveriamos ter o privilégio de ter um lugar assim para repousar. Só os melhores entre os melhores o merecem.

Um beijinho

C.
De diabinho a 30 de Novembro de 2006 às 15:13
Não é refúgio, é o lago...
O meu refúgio é a praia...
De Mafarrica a 30 de Novembro de 2006 às 15:07
De Vida a 30 de Novembro de 2006 às 15:31
Não sei como te hei-de chamar, se olhos cor do lago se diabinho, gosto dos dois... Encontrei aqui um texto lindíssimo com uma boa foto, no outro blog fiquei na espectativa de vir a encontrar muitos outros olhares teus.
As minhas últimas fotos estão fechadas a comentários porque fizeram parte de uma exposição, estão ali todas as fotos , só o último bloco de fotos está aberta a comentários para poderem observar e comentarem a exposição num todo, gostava muito de saber a tua, Diabinho com olhos cor de lago.

Bom fim de semana.
De Littlegraywolf a 30 de Novembro de 2006 às 16:08
pintar, escolher as cores, será vermelho?
apenas verde-água...ou azul?
o esboço de uma vida mal acabada,
ou ainda por começar?

Moldura de madeira antiga?
refinada e sofisticada...
Apenas um fio e um prego.
Metal e Vidro, que arrepio!

Traço de carvão, preto e branco,
suave e grosso, carícia no papel,
fino e preciso, arranhão, dor
Abstrato? Impressionista?
Ou retrato?

Dedos soltos e sem vontade,
Papel solto ao vento,
Passáro livre, gaiola no chão
uivo de lobo, guincho de águia,
Copo meio cheio... ou será meio vazio?
De diabinho a 30 de Novembro de 2006 às 16:52
Faz-me lembrar alguém...
De naosoupoeta! a 30 de Novembro de 2006 às 16:09
Saramago diz que se pode escrever poesia sem se ser poeta (coisa que logo se nota) e que se pode ser poeta sem jamais se ter escrito um poema.
De diabinho a 30 de Novembro de 2006 às 16:48
Todos nós somos poetas...
De naosoupoeta! a 4 de Dezembro de 2006 às 16:11
naoéspoeta!!!
De diabinho a 4 de Dezembro de 2006 às 16:29
Ainda bem... não tinha essa aspiração...
Há algum tempo atrás, até convidaram para escrever um livro.... assim, já tenho uma desculpa... para não ter que o fazer.... claro...





De Bruxinhachellot a 30 de Novembro de 2006 às 17:07
Um espelho d'água que reflita meus desejos. Um espelho encantado onde possa ver minhas falhas e o modo como corrigi-las. Um espelho para sentir...

Beijos blues.
De Babisoca a 30 de Novembro de 2006 às 18:01
lindo cantinho que aki tens! parabéns e obrigada pelo comentario no meu blog!!! bom fim de semana, prolongado!!!
De vida de vidro a 30 de Novembro de 2006 às 18:05
Bonita essa descrição do teu espelho de água. Estás muito poético, muito introspectivo.... ;) **
De nene a 30 de Novembro de 2006 às 19:38
Lindo texto, que o teu espelho de água reflita sempre as mais belas imagens!
Um beijinho:)
De orquidiasilvestre a 1 de Dezembro de 2006 às 00:41
E o rio...
leva-me por entre a magia
de uma manhã de orvalho
onde me sento...a repousar
para ver nascer um novo dia.

Beijocas.
De farinho a 1 de Dezembro de 2006 às 00:53
O comentário de orquidiasilvestre é da farinho, não me entendo nada com isto.


Azelha.rsrsrsrsrs

Beijocas.

Comentar post

.mais sobre mim...

.pesquisar

 

.emails...

Live Messenger

Blog

Weather Forecast

.arquivos...

Puro-Sangue Lusitanos

.viagens...

.fotos...

blogs SAPO

.subscrever feeds