Segunda-feira, 4 de Dezembro de 2006

Ser poeta...

Recebi uma "crítica literária" de um anónimo de nome naosoupoeta, dizendo:

“Saramago diz que se pode escrever poesia sem se ser poeta (coisa que logo se nota) e que se pode ser poeta sem jamais se ter escrito um poema.”
(… afirmando de seguida, que queria dizer-me, que não sou poeta…)

Apesar de pensar, que de poeta e de louco todos temos um pouco, fiquei confuso… sério, fiquei mesmo confuso…

O que é ser poeta?

Saramago, que leio com muito agrado, diz ainda que:

“Ser poeta é ter um olhar e transpor esse olhar para a palavra da poesia. Deixando que ela se ouça como um eco.”

Mas para mim, Florbela Espanca foi quem melhor o descreveu num poema que ganha ainda mais ênfase, numa das canções de Luís Represas:

 

Ser poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!
 
É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!
 
É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim...
É condensar o mundo num só grito!
 
E é amar-te, assim, perdidamente...
É seres alma, e sangue, e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente!

 

Bem, ainda bem que eu não tenho essa aspiração... a de ser poeta…
Ainda bem que apenas transponho o meu olhar para a escrita e para a fotografia...
Porque se tivesse, nesta altura, estaria "completamente destroçado" com tal crítica “literária”…

sinto-me: inspirado...
música: What a Wonderfull World...
publicado por diabinho às 17:54
link do post | favorito
De tiscali a 5 de Dezembro de 2006 às 14:24
Muito bem, gostei da tua humildade. O teu (tua) grande fã - naosoupoeta, teve o que merecia
Talvez não deva falar muito, porque não me identifico como bloguista, portanto, sou para todos os efeitos, uma anónima .
Não sei se és poeta, mas gosto da transposição do teu olhar para as palavras, do teu sentir, do teu olhar através da fotografia. Não é como os escritos de alguns que tenho visitado, vazios, cheios de artifícios para encher, escrevem, escrevem, escrevem e não dizem nada.

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim...

.pesquisar

 

.emails...

Live Messenger

Blog

.arquivos...

.viagens...

.fotos...

blogs SAPO

.subscrever feeds